Pelos pequenos trabalhadores do Novo Mundo: OIT e trabalho infantojuvenil nas Américas (1936-1939)

  • José Pacheco dos Santos Júnior Universidade de São Paulo

Resumen

Criada em 1919, a Organização Internacional do Trabalho assumiu ousada tarefa: normatizar o mundo do trabalho e consolidar o ideal de justiça social como forma de enraizar a paz mundial. Elegendo essa agência como objeto de estudo, o artigo objetiva analisar a formulação e os propósitos que definiram as resoluções sobre o trabalho de crianças e jovens discutidas e aprovadas nas duas primeiras Conferências Americanas do Trabalho, realizadas no Chile (1936) e em Cuba (1939). Sob o amparo da análise comparativa, a reflexão conclui que as resoluções advindas de tais fóruns não serviram apenas para regular, mas também conformar modelos ideais de infância e juventude.

Publicado
Feb 21, 2017
Cómo citar
PACHECO DOS SANTOS JÚNIOR, José. Pelos pequenos trabalhadores do Novo Mundo: OIT e trabalho infantojuvenil nas Américas (1936-1939). Anuario del Instituto de Historia Argentina, [S.l.], v. 17, n. 1, p. e035, feb. 2017. ISSN 2314-257X. Disponible en: <http://www.anuarioiha.fahce.unlp.edu.ar/article/view/IHAe035>. Fecha de acceso: 27 july 2017 doi: https://doi.org/10.24215/2314257Xe035.
Sección
Dossier

Palabras clave

Organização Internacional do Trabalho; trabalho infantojuvenil; Conferências Americanas do Trabalho (1936-1939).