Ócio e lazer na regulamentação das férias operárias: a OIT e o caso brasileiro na primeira metade do século XX

  • Guilherme Nunes Universidad Federal del Rio Grande del Sur

Resumen

O presente trabalho investiga a legislação acerca das férias em alguns dos países-membros da OIT, e mais especificamente no Brasil. Se buscará compreender como alguns desses países ocidentais trataram do tema e como ele surgiu no Brasil em meados dos anos 1920.


Em um primeiro momento se descreverá a conjuntura na qual surge a OIT e suas resoluções, passando pela aprovação de leis de férias em diversos locais. Em seguida, se estudará a lei no Brasil: primeiro com a apresentação da trajetória da lei no período de sua aprovação até sua primeira reelaboração (1925-1934), e finalmente a luta dos operários para garanti-las.

Publicado
Feb 21, 2017
Cómo citar
NUNES, Guilherme. Ócio e lazer na regulamentação das férias operárias: a OIT e o caso brasileiro na primeira metade do século XX. Anuario del Instituto de Historia Argentina, [S.l.], v. 17, n. 1, p. e033, feb. 2017. ISSN 2314-257X. Disponible en: <http://www.anuarioiha.fahce.unlp.edu.ar/article/view/IHAe033>. Fecha de acceso: 27 july 2017 doi: https://doi.org/10.24215/2314257Xe033.
Sección
Dossier

Palabras clave

Lei de Férias; Legislação Trabalhista; Greves; Lazer